Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Nuvens de Reflexões

Devaneios de uma ítalo-luso-brasileira

Nuvens de Reflexões

Devaneios de uma ítalo-luso-brasileira

A verdade e a mentira

Diana Marcatto, 26.05.21

Uma parábola que li recentemente e que me chamou bastante atenção. 

Segue abaixo:


Certa vez, a Mentira e a Verdade se encontraram.

A Mentira disse para a Verdade: 

- Bom dia, senhorita Verdade.

Ao ouvir isto, a Verdade foi conferir se realmente era um bom dia. Olhou para o alto, não viu nuvens de chuva e havia pássaros cantando. Ela viu que realmente tratava-se de um bom dia. Então respondeu:

- Bom dia, senhorita Mentira. 

E a Mentira prosseguiu:

- Veja como está calor hoje.

Quando a Verdade percebeu que pela segunda vez a Mentira estava certa, relaxou. 

Então a Mentira convidou a Verdade para um banho no rio. Despiu-se de suas vestes, pulou na água e disse:

- Venha, Verdade, a água está deliciosa. 

Assim que a Verdade, sem suspeitar, tirou suas vestes e mergulhou, a Mentira saiu da água,  vestiu-se com as roupas da Verdade e foi-se embora.

Ao constatar o que ocorrera, a Verdade, por sua vez, recusou-se a vestir-se com as vestes da Mentira. E por não ter do que se envergonhar, saiu a caminhar pelas ruas e vilas totalmente nua. 

E desde então, é por este episódio que, aos olhos de muita gente, é mais fácil aceitar a Mentira vestida de Verdade, do que a Verdade nua e crua.